Notícias

Maquiagem: tem que tirar

Pense em uma parede que nunca é lixada antes de adquirir uma nova camada de tinta. Ela até fica linda logo após a pintura, mas, com o tempo, desbota, engrossa e descama. Processo semelhante acontece quando uma pessoa usa maquiageme, ao chegar em casa, vai para a cama sem removê-la. Para ter noção do estrago, o hábito chega inclusive a acelerar o envelhecimento da pele.

Mesmo assim, há um montão de mulheres testando a sorte (e a juventude) por aí. Uma pesquisa feita pela empresa Johnson & Johnson em 2012 indica que 93% das brasileiras utilizam algum tipo de maquiagem. Só que o mesmo levantamento, que teve como base 300 entrevistadas, mostra que as adeptas dos produtos voltados à remoção não chegam a 5%.

Após um dia especialmente exaustivo ou de uma festa de arromba, dá pra entender quem só joga uma água na cara (ou nem isso) e corre para os lençóis. Quando esse comportamento ocorre vez ou outra, não compromete a cútis. Mas se vira rotina… “O problema surge em longo prazo, já que as maquiagens são compostas de pigmentos, resíduos oleosos e outras substâncias que se acumulam no rosto, provocando alterações no pH e em outras características naturais”, explica a farmacêutica Cristina Vendruscolo, da área de desenvolvimento de produtos da Johnson.

Assim como você toma banho e lava o cabelo, deve reservar um tempo aos contornos faciais. E, para isso, não bastam água e sabão. Como a maioria das maquiagens é composta de materiais cerosos e aderentes, um banho de pia não é o bastante para desgrudar todo o material da pele. Por isso os especialistas sugerem recorrer a um demaquilante – que deve ser escolhido de acordo com as suas características.

“Na limpeza, comece com esse produto, já que é a maneira mais eficiente e fácil de remover a maquiagem”, orienta a dermatologista Meire Brasil Parada, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). O passo seguinte, ainda de acordo com a dermato da Unifesp, é lavar com água em temperatura ambiente ou fria e sabão próprio para o rosto. Isso evita que as substâncias do demaquilante também fiquem na pele. Segundo ela, essas etapas já garantem uma higiene exemplar – é a senha para dormir em paz.

Mas já avisamos que pouco adianta lançar mão dos produtos certos com os instrumentos errados. Vale frisar isso porque há quem apele para o papel higiênico ou uma toalha na hora de tirar a maquiagem. E eles até quebram um galho, porém as esponjas e o algodão (bolinha ou prensado), menos abrasivos, são bem mais amigos do rosto.

Alternativas seguras?
Muita gente recorre aos itens abaixo quando está sem o demaquilante à mão. Veja se são boas saídas

Apenas água
Só se for para remover o excesso de pó. Até porque a maior parte dos produtos é à prova desse líquido.

Sabonete
Os tipos faciais (mais suaves) dão uma força para tirar somente as camadas superficiais de maquiagem.

Xampu de bebê
Não é eficiente para uma faxina daquelas profundas, já que sua fórmula também deixa resíduos sobrando na pele.

Condicionador
Pode ser uma solução para limpar pincéis e esponjas, mas não é adequado para a higienização da pele, ok?

Azeite de oliva
Funciona em áreas que recebem itens bem pigmentados e resistentes à água, como olhos. Depois, deve ser bem retirado.

Fonte: https://saude.abril.com.br/bem-estar/maquiagem-tem-que-tirar/

Multilojas Solução em Internet em Ribeirão Preto